sábado, 27 de julho de 2013

Cientistas descobrem novo planeta parecido com a Terra

 

 

Astrônomos europeus descobriram um planeta que tem a mesma massa da Terra, orbitando uma estrela no Sistema Alpha Centauri, o mais próximo do planeta terrestre. É também o mais leve exoplaneta - aqueles que orbitam uma estrela que não seja o Sol - já descoberto em torno de uma estrela da grandeza solar. O planeta foi detectado pelo telescópio do Observatório Europeu do Sul (ESO, na sigla em inglês), que fica em La Silla, no Chile. Os resultados serão publicados na revista Nature online, amanhã (17).

A Alpha Centauri é uma das estrelas mais brilhantes no céu do Sul e é o sistema estelar mais próximo ao Sistema Solar. Ela é uma estrela tripla, de um sistema constituído por duas estrelas semelhantes ao Sol, Alpha Centauri A e B, que orbitam perto uma da outra, e ainda da Alpha Centauri C, a mais próxima da Terra.

Desde que astrônomos do século 19 passaram a especular sobre a existência de planetas que orbitariam esses corpos, que seriam a possibilidade mais próxima de vida fora do Sistema Solar, a tese nunca havia sido comprovada. "Nossas observações se estendem há mais de quatro anos e revelam um pequeno, mas real sinal, de existência de um planeta orbitando Alpha Centauri B a cada 3,2 dias", disse o pesquisador Xavier Dumusque, do Observatório de Genebra, na Suíça e do Centro de Astrofísica da Universidade do Porto, Portugal, principal autor do artigo. "É uma descoberta extraordinária e tem levado a nossa técnica para o limite".

O time europeu conseguiu detectar o movimento da estrela Alpha Centauri B por meio de um método da mais alta precisão, que conseguiu registrar pequenas oscilações do movimento da estrela criado pela força gravitacional do planeta em órbita.

A Alpha Centauri B é muito semelhante ao Sol, mas ligeiramente menor e menos brilhante. O planeta recém-descoberto, com massa um pouco maior que a da Terra, está orbitando a cerca de 6 milhões de quilômetros da estrela solar, muito mais perto do que Mercúrio está do Sol no Sistema Solar.

O primeiro exoplaneta em torno de uma estrela semelhante ao Sol foi encontrado pela mesma equipe em 1995 e, desde então, houve mais de 800 descobertas confirmadas, mas a maioria é muito maior do que a Terra e muitos deles tão grandes quanto Júpiter. Agora, o desafio dos cientistas é detectar e caracterizar um planeta de massa comparável à da Terra e que esteja em órbita de uma zona habitável em torno de outra estrela. O primeiro passo nesse sentido foi tomado.

"Esse é o primeiro planeta com uma massa semelhante à da Terra já encontrado ao redor de uma estrela como o Sol. Sua órbita é muito próxima de sua estrela e deve ser muito quente para a vida como a conhecemos ", acrescentou Stéphane Udry, coautor do estudo e membro da equipe, que integra o Observatório de Genebra. "Mas pode muito bem ser apenas um planeta em um sistema de vários”, alertou.

Dumusque ressaltou ainda que o resultado de agora representa um grande passo para a detecção de um planeta gêmeo da Terra nas imediações do Sol. “Vivemos tempos interessantes”, comemorou o pesquisador.

Fonte: ABr